Muralha Islâmica de Tavira

Barbacã Almóada

Numa prospecção de obras camarárias, os arqueólogos do Campo Arqueológico de Tavira., dirigidos por Maria Maia, descobriram uma parte substancial da barbacã almóada de Tavira, cuja existência era, até agora, desconhecida.

Dispõe-se em linha quebrada na base da muralha Norte da cidade, sobre o baixo da Bela Fria.
De forma e estrutura semelhantes à barbacã de Sevilha, apresentará baluartes salientes em frente de cada uma das torres, estando já posto a descoberto um deles. e sendo visíveis as bases de, pelo menos, outros dois.
A barbacã é construída em taipa militar, com 1.8 m de largura, assente sobre um embasamento de cantaria bem talhada com cunhais, que assenta directamente na rocha, na base da colina.
Na zona posta a descoberto, há uma distância de cerca de 1.5 m entre a barbacã e a torre maciça, igualmente almóada. Esta separação formava um caminho ou passadiço, hoje transformado na "Rua Detrás dos Muros".
Esta importante estrutura fechar-se-ia a Nascente e Poente pelas fortificações das Portas dos Pelames e da Bela Fria, correndo a estrada medieval pela sua base.

Também nestes dias, durante a escavação de uma vala pela E.D.P., um arqueólogo da nossa Associação identificou parte da muralha soterrada, de tipologia islâmica, sob a Calçada de Santa ;Maria. O seu levantamento topográfico será decisivo para melhorar a reconstituição da articulação das muralhas desta zona.

O C.A.T. pensa apresentar brevemente uma versão actualizada da reconstituição urbanística de Tavira Islâmica (formato PDF 1.7 MB), com diversos aperfeiçoamentos relativamente a versão apresentada em 2003.

Galeria Fotográfica

© Associação Campo Arqueológico de Tavira
www.arqueotavira.com
Autorização de uso dos conteúdos deste site